quinta-feira, 14 de junho de 2018

Renovação dos cartões de transporte

Marcado para as 8h00 da manhã, frio, eu mal dormi a noite, como contei a  amigos que tenho mais afinidade: Ayes, e Larsen.
O primeiro tem cancer e também Khrow e o segundo é um irmão de caserna.
Disse-lhes que dormira muito mal, praticamente sentado ao banheiro,e estava pela manhã muito muito cansado.
Cheguei pouco antes das 8h, já estav cheio de gente, e gente chegava, e gente que falava coisas loucas, uma falava da briga da noites na frente da sua casa e a outra da briga que fez com o marido que chegou do boteco agora cedinho...
Nenhum lugar, sai para fora sentar nos bancos do terminal, o corpo estava estranho, as pernas na parte superior amortecidas, sentei e em menos de vinte minutos passaram, não é mentira, passaram 5 marmanjos carregando caixinhas de goma a vender a 1 real e a frase feita: oi tiozão (aí já me perdeu de cara) sou morador de rua e estou vendendo estes doces para sobreviver... Colarzão de 40 reias de funkeiro no pescoço... Olhão chapadão... Ginga de quem fuma craque...
O perito começou a chamar, voltei para dentro... E aí mais história... Um paulista queria o mesmo atendimento que ele teve lá, em sampa, porque la´é melhor e tals, minha vontade era dizer: "Cara se é melhor, esperando o que mano, vaza." e quando cortaram a sua frente, pois ele achava que era por ordem de chegada, isso quase ao mesmo tempo da chegada de um individuo alcoolizadissimo, que queria porque queria um cartão de transporte de graça, e a recepcionista falava a ele toda a logistica e ele " mas puta que pariu muie pra que atestado se não estou doente". Mais uns perdidos, enviados errados ou com falta de documentos. Mas enfim, renovados os cartões e a boa noticia que foi reativado o convenio com a URBS... vamos lá amanha ou segunda..mas volto a dizer foi punk... a melhor coisa foi chegar em casa, retornar ao banheiro e cama, até o momento, pois ansiava em falar com minha filhota, toda noite que liguei estava no seu horário de banho.
E amo tanto minhas filhas que a falta delas me doi.


ontem...

Ontem precisava ir pagar umas contas que venciam, ir à farmacia e ao Fórum... Foi punk...sair de casa meio ruim... e a tardezinha já, quando no ponto de ônibus senti que ia desmaiar, pensei comigo, vou subir na casa da minha irmã, se não ficar bem é mais fácil para mim, não nos vemos muito, ela é a mais mais velha de cabelos cãs, aí fiquei a remoer, aí não seria fácil para ela, melhor melhorar, só estava com o sustrate no bolso da mochila, mas queria algo que potencializasse e não queria sublinguar dois, e então quando ela ofereceu café..cheguei a dizer: se não oferecesse ia pedir, e coloquei o comprimido sob a língua. E foi como um alivio, a dor indo-se embora, as pernas amolecerem, o corpo ir caindo e num relance ir ganhando cor novamente,sentir as partes voltando, não sei se ela percebeu se não estava bem, mas foi bom vê-la, aos meus sobrinhos Antonio, Ana e sobrinhos netos... quando me senti forte fui ao banheiro lavar o rosto e na cara de pau mais possivel, dei um tchau e voltei ao ponto de ônibus. Mas foi punk...não devia ter saído, mas era necessário, tal foi hoje pela manhã... Cheguei a comentar com amigos pelo whats que minha vontade era ficar em casa porque estava muito cansado de uma noite mal dormida.

segunda-feira, 11 de junho de 2018

QUEBRA-CABEÇA


Gosto de testar a ingenuidade ou conhecimento das pessoas, 
além de desafia-las também com perguntas e ou ações. 
Possuo a mente forte e com isso posso realizar qualquer 
coisa dentro de um determinado período de tempo. 
Sou muito apaixonado quando se trata de coisas que 
me deixam animado e isso é o que me faz tão confiável 
e eficaz com qualquer coisa que faço, 
desde que eu goste daquilo em si.

INSATISFAÇÃO

Meu defeito: INSATISFAÇÃO
Busco aproveitar a vida. Me permito novas coisas com frequência, 
talvez mais do que deveria.
Pois, é preciso amar tudo, aproveitando ao máximo. 
Talvez não consiga sequer refletir sobre isso, 
pois estou sempre querendo mais, mais de alguma coisa...
que nem sei mesmo o que é, apenas sou um buscador ...

CONSIDERAÇÃO


A coisa mais linda que acho sobre mim é a minha consideração 
pelas pessoas em meu redor e no mundo em que vivo.
Tento levar em conta os sentimentos de todos quando tomo 
decisões e encontro um terreno comum, e isso dizem ser raro hoje em dia. 
Também me preocupo com o meu ambiente e quero ter certeza de 
que o mundo ao meu redor é saudável e feliz. 
Tudo ao meu redor é realmente adorável, mesmo nas atribulações 
que surgem para medir todo este esforço, busco o equilíbrio, 
busco não ser injusto, busco a retidão, mesmo que a sociedade condene.

sexta-feira, 8 de junho de 2018

noites frias


Dias são estes , frios, no app marca 4 graus, mas parecem bem mais.
Colocar os pé para fora da coberta, sim, só consigo dormir com um coisa sobre mim, não mais.
ao chegar ao banheiro e me colocar no assento tem que ser automático e rápido, o gelo cala forte e a dor de tentar defecar ma na verdade se quer urinar,  liquido começa quente que chega a dar calafrio e de repente rasga as entranhas como gilete, a infecção ainda está forte.
Confidencializei ao Ayres, amigo que além do câncer está com diagnostico de khown e que também na madrugada estava no banheiro.
Disse-lhe que: meu xixi pareciam giletes ao saírem.
E que só minhas paredes do banheiro para ouvirem algumas verdades e meus resmungos.
Esta semana foi toda assim, tinha tantas coisas a fazer e acabei nada fazendo, me entreguei as dores, me deixei o fuscar a vida a ponto de me achar mais ainda deprimido, e as frases que me chegaram pareciam avaliar o que estava sentindo, como esta.
As perguntas de por que tudo isso...
e a resposta que e dei á Lenita...é mais facil ela ir lá na frente da PF gritar lula livre do que vir em casa, ficou me martelando a tarde toda, que pai crápula que fui, que pai crápula que sou...

quinta-feira, 31 de maio de 2018

Cloreto de Magnesio.

CLORETO DE MAGNESIO ....
 
ELE FAZ PARTE DE MAIS DE 300 REAÇÕES QUIMICAS DO CORPO,
Quem sofre de bico de papagaio, nervo ciático, coluna e calcificação
pode se curar de forma perfeita, indolor, fácil e barata.

Pe. Benno J. Shorr
padre jesuíta, Professor de Física, Química e Biologia do Colégio
Catarinense.

Minha cura:
Iniciei minha cura aos 61 anos. Dez anos antes, eu estava quase
paralítico, sentia pontadas agudas na região lombar - um bico de
papagaio incurável, segundo o médico. Após cinco anos, o peso virou
dor e, apesar de todos os tratamentos, a dor só aumentava.
Sem tardar, voltei a Florianópolis com novas radiografias e procurei
um especialista.
Agora já era um bando de bicos de pa pagaios, calcificados, duros em
grau avançado.
Nada se poderia fazer. As dez aplicações de ondas curtas e distensões
da coluna não detiveram a dor, a ponto de nem mais deitado eu poder
dormir.
Ficava sentado, até quase cair da cadeira, de tanto sono.
Providencialmente, fui ao Encontro dos Jesuítas Cientistas, em Porto
Alegre e o Padre Suarez me disse ser fácil a cura com cloreto de
magnésio, mostrando-me o pequeno livro do Padre Puig, jesuíta espanhol
que descobriu o uso do cloreto de magnésio: sua mão era dura de tão
calcificada, mas, com este sal, ficou móvel como a de uma menina.

Em Florianópolis, logo comecei a tomar uma dose pela manhã e uma à
noite; mesmo assim continuei dormindo encolhido até o 20º dia; naquela
manhã, porém, acordei estirado na casa, sem dor.
Mas caminhar ainda era um sofrimento. Depois de 30 dias, eu me
levantei sentindo-me estranho:"Será que estou sonhando?” Nada mais me
doía! Dei até uma voltinha pela cidade, sentindo, contudo, o peso de
10 anos antes.
Aos 40 dias caminhei o dia inteiro sentindo menos peso; três meses
depois minha flexibilidade aumentava. Dez meses já se passaram e me
dobro quase como uma cobra.

Outros efeitos:
O cloreto de magnésio arranca o cálcio dos lugares indevidos e o fixa
solidamente nos ossos.
Ainda mais: minha pulsação que sempre estava abaixo de 40 - eu já
pensava em marca passo - normalizou-se. O sistema nervoso ficou
motorialmente calmo, ganhei maior lucidez, meu sangue estava
descalcificado e fluido.
A próstata, que eu deveria operar assim que tivesse uma folga nos
trabalhos, já não me incomoda muito. Houve ainda outros efeitos, a
ponto de várias pessoas me perguntarem:
-"O que está acontecendo com você? Está mais jovem! " - "É isso mesmo".

Importância do cloreto de magn� �sio:
O cloreto de magnésio produz o equilíbrio mineral, anima os órgãos em
suas funções (catalisadoras), como os rins, para eliminar o ácido
úrico nas artroses; descalcifica até as finas membranas nas
articulações e as escleroses calcificadas, evitando enfartes;
purificando o sangue, vitaliza o cérebro, desenvolve ou conserva a
juventude até alta idade.
Após os 40 anos, o organismo absorve sempre menos cloreto de
magnésio, produzindo velhice e doenças.
Uso: dissolver 2 colheres de sopa de cloreto de magnésio (33g) em 1
litro de água filtrada.
Deve ser tomado conforme a idade:
dos 20 anos aos 55 anos (1 copinho de café - 50ml);
dos 55 anos aos 70 anos (1 copinho e meio - 75ml);
dos 70 anos aos 100 anos (2 copinho de café - 100ml).
Tomar 1 dose pela manhã e 1 dose à noite.

Quando curado, deve-se tomar o cloreto de magnésio como preventivo,
isto é, conforme a idad e e 1 x ao dia (noite).

O cloreto de magnésio não é remédio, mas alimento. E não tem contra-indicação.
É compatível com qualquer medicamento simultâneo.
O cloreto de magnésio põe em ordem todo o corpo e é indicado para
homens e mulheres.
No caso das mulheres, ele ajuda a prevenir a osteoporose.

Artrose: O ácido úrico se deposita nas articulações do corpo, em
particular nos dedos, que até incham. Isso resulta de uma falha no
funcionamento dos rins, justamente por falta do cloreto de magnésio.

Depois de curado, continue com as doses normais, como preventivo.

Outros problemas:
reumatismo, rigidez muscular, impotência sexual, câimbras, tremores,
frigidez, artérias duras,
falta de atividade cerebral, sistema nervoso:
uma dose pela manhã, uma dose à tarde, uma dose à noite.
Sentindo-se melhor, passar para a dose preventiva.

Onde encontrar: em farm� �cias de produtos naturais ou mesmo nas alopáticas.

O cloreto de magnésio para uso humano, tem que ser do tipo P.A . (Puro
para Análise) e sua cor bem branca. É normal empedrar, mas isto não
altera seu teor de qualidade. (Colaboração do Engenheiro Celso Vietro)

*Pe. Benno J. Shorr - padre jesuíta, Professor de Física, Química e
Biologia do Colégio Catarinense / Sta. Catarina., durante mais de 35 anos.
Faleceu em maio de 2005, no Colégio Catarinense, com 93 anos, tendo
usado cloreto de magnésio por mais de 30 anos consecutivos.
Pesquisando sobre sua doença, descobriu que todos os seus males eram falta do cloreto de magnésio.

Se vc procurar no google (cloreto de magnésio) irá encontrar relatos de sua história.